Vencendo o gigante da CULPA

Salmo 32    

Introdução:  Nós começamos esta série de mensagens usando o exemplo de Davi, quando ele enfrentou o gigante Golias. Aprendemos várias lições com aquele pastor de ovelhas de como enfrentar e derrotar os gigantes das nossas vidas. Mais tarde na vida de Davi, quando ele já era rei de Israel, ele enfrentou outro gigante, o gigante da CULPA.

Contexto:  Em 1Samuel 17 e 18 vemos a narrativa do grande pecado de Davi. Ele adulterou com uma vizinha, a Bate-Seba. Ela era esposa de um dos oficiais do exército de Israel, Urias. Davi engravidou aquela mulher e depois tentou escoder seu pecado mandando trazer Urias de volta do campo de batalha. Como Urias não se deitou com a sua esposa, frustrando os planos de Davi de dizer que o filho era do próprio marido, ele engendrou outro plano. Davi deu ordens para que Urias fosse colocado na frente de batalha no lugar mais perigoso e deixado sem apoio, para que morresse. Foi o que aconteceu. Davi agora iria sofrer as consequências, profetizadas por Natã. Mas a maior consequência era a culpa que o perseguia. Então ele escreve o Salmo 32. Leia.

O que a culpa faz com você?

  1. A culpa faz com que você viva infeliz.  O rei Davi, depois do seu pecado, escreveu vários salmos que mostram o quanto ele vivia infeliz.  O arrependimento é algo muito bom. É essencial depois de um erro cometido. Porém a culpa que beira ao remorso doentio é um sentimento destrutivo.
  2. A culpa faz com que você adoeça espiritualmente. Aquele que cometeu um pecado e não se sente perdoado, fica enfermo na alma. O salmo 32 mostra bem como Davi se sentia. Você já notou que quem está em pecado, a primeira coisa que ele faz é se afastar de Deus, achando que Ele não o ama mais?
  3. A culpa faz com que você adoeça fisicamente. Davi disse isso claramente. Ele sentia o seu corpo definhar. Quando alguém tem uma culpa inconfessa, ou mesmo que havendo confessado, não se perdoa a si mesmo, caba adoecendo fisicamente.
  4. A culpa faz com que você esqueça de quem Deus é e do que Ele faz por você. No auge do seu sentimento de culpa, Davi acha que Deus deixou de ser misericordiso, de amá-lo, que Ele não ouve mais as suas orações. Leia o Salmo 77.7-9 e você verá como davi, em algum momento questiona se Deus ainda continua o mesmo. Mas o mais importante é que Ele continua! A culpa é que nos faz esquecer disso!

Para ser vencida, a CULPA ...

1. Não pode ser minimizada ou disfarçada. O rei Davi aprendeu que para vencer a sua culpa ele precisava deixar de ser hipócrita. Voltando ao Salmo 32, vemos Davi chamando de fleiz aquele que não é hipócrita, por isso tem as suas trangressões apagadas pelo Senhor.  Se você quiser ter a sua culpa vencida, seja sincero quanto ao seu pecado!  Todos pecamos! 1João 1.8,10

2. Não pode ser jogada nos outros.  A culpa não pode ser atribuída a ninguém mais senão a você mesmo. Se você joga a culpa nos outros ela irá lhe perseguir pelo resto da vida. Quando você confessar o seu pecado, não justifique-se atribuindo aos outros a sua culpa. Davi não fez isso. Ele simplesmente fala do seu próprio pecado e ponto final.

3. Não pode ser escondida. O salmista diz algo que, se analisado até mesmo de forma superficial, demonstra o quanto o pecado burla a mente do culpado: Não há como esconder nada de Deus. Ele diz que enquanto tentava esconder o seu pecado, seu corpo definhava. Não há nada que feito em oculto que não será descoberto. Leia Hebreus 4.12-13 – O Senhor sonda até mesmo as intenções!

4. Deve ser confessada.  Culpa inconfessa, é culpa vitoriosa.  É básico: se você errou deve confessar com todas as letras. Você tem de confessar para quem você ofendeu ou prejudicou, tem de restituir de alguma forma o que você tirou, consertar o que disse, mesmo que com prejuízo próprio. A única maneira de dar um pedrada no gigante da culpa é confessando. Leia 1João 1.9. Este texto é uma fórmula para a vitória contra o pecado e a culpa. É também uma promessa de misericórdia do Senhor para com aqueles que o amam.

4. Não pode ser resgatada. Leia Hebreus 10.17-18 e Miquéias 7.18-19.  São promessas de que Deus paga, esquece, perdoa, enterra, joga no fundo do mar as nossas culpas. O maior interessado em que você volte a ter vergonha e sinta culpa de pecados já confessados é o Diabo. Ele é o nosso acusador. Ele não quer que você se sinta perdoado.  Diz o texto de Miqueias que o Senhor joga nossas culpas no mais profundo mar e eu acrescento: Ele joga no fundo do mar e ainda coloca uma placa de “proibido pescar”. As culpas de pecados já confessados devem ficar bem longe do seu coração.

Deus enviou o seu Filho Jesus Cristo para morrer na cruz do Calvário para que você fosse perdoado. Aceite ao Senhor Jesus como seu Salvador e livre-se da culpa do pecado que leva você à morte!

Pr. Davi Liepkan       Copyright   IBCNO ©
19-07-2009 




RSS E-mail Print Comentar